ENSINO | FUNDAMENTAL I
EDUCAÇÃO BILÍNGUE

O Ensino Fundamental I da Projeto Vida conta com educação bilíngue na grade curricular. Do 2º ao 5º ano, todos os alunos têm sete aulas semanais de inglês, totalizando cinco horas e quinze minutos de exposição ao idioma por semana no currículo regular. Na nossa proposta, o inglês é usado para a comunicação entre alunos e professores e para o aprendizado de conteúdos das diferentes áreas do conhecimento.

Ao integrar os assuntos tratados em inglês e em português, os alunos aplicam seus conhecimentos prévios sobre os temas e passam a transitar pelos dois idiomas com naturalidade. Essa é a abordagem mais atual e eficiente para o ensino de uma segunda língua de forma contextualizada.

Somos a única escola da zona norte de São Paulo a utilizar o sistema Systemic Bilingual. Especializado em educação bilíngue, oferece metodologia e materiais que permitem a integração ao currículo trabalhado nas demais áreas do conhecimento. O método também é usado no curso complementar de inglês Le@p Extra com excelentes resultados e, em 2019, foi adotado para todos os alunos dentro da grade curricular regular. Diferenciais:

- 7 aulas de inglês por semana, totalizando 5 horas e 15 minutos semanais de exposição à língua;
- Integração ao currículo: os alunos aprendem sobre outros conteúdos em inglês;
- Parceria com o Systemic Bilingual, reconhecido e testado sistema de ensino de inglês.

O ENSINO

BERÇÁRIO

O espaço onde está abrigado o berçário da Educação Infantil foi preparado com muito cuidado e carinho, priorizando o bem-estar dos nossos pequenos!

INFANTIL

A Escola Projeto Vida possui um espaço privilegiado. São seis parques voltados totalmente para os alunos com brinquedos diferenciados.

FUNDAMENTAL I

A proposta pedagógica leva em conta uma visão de aluno que tem um papel ativo na aprendizagem e busca um ensino de qualidade permeado por valores humanitários e que o respeita nas suas diferentes dimensões.

FUNDAMENTAL II

Outro eixo de nossa proposta pedagógica é a progressiva autonomia dos alunos, entendendo que este processo deve ter intencionalidade por parte dos educadores.