Aluno da Projeto Vida oferece oficina em evento de tecnologia na USP

Na Projeto Vida, a cultura maker é vivenciada de forma integrada ao projeto pedagógico. Acreditamos no potencial das atividades mão na massa a favor da aprendizagem e da formação de estudantes produtores de conhecimento e tecnologia – não apenas meros consumidores. Vemos diariamente os resultados desse investimento no desenvolvimento e nas produções das crianças e adolescentes, mas esse reconhecimento também acontece fora da escola. Hoje (21 de março), o aluno do 7º ano André Araújo apresenta seu projeto “Construindo um carrinho motorizado de sucata” no 3º Festival de Invenção e Criatividade (FIC Maker), na Universidade de São Paulo (USP).

Com apoio da família e da escola, André inscreveu-se e foi selecionado pela organização do evento para oferecer uma oficina interativa de construção de um carrinho motorizado com materiais recicláveis e motor, trabalhando conceitos de máquina simples e circuitos elétricos, unindo sustentabilidade e tecnologia. “Maker por natureza, ele sempre tem ideias impressionantes, porém, o que faz a diferença é sua dedicação e foco”, diz Maristela Alcântara, supervisora de tecnologia educacional na Projeto Vida.

O Festival de Invenção e Criatividade visa incentivar o espírito inventivo, colaborativo e mão na massa da educação brasileira. Durante três dias, crianças, jovens, seus familiares e educadores exploram materiais e tecnologias high e low tech para aprender de forma estimulante e prática. Organizado pela USP, MIT Media Lab, Fundação Lemann e Rede de Aprendizagem Criativa, o evento é gratuito e aberto ao público e a participação de André acontece hoje, das 14h às 19h, na Cidade Universitária.

Maker na escola

Desde 2017, investimos na consolidação da cultura maker como parte da formação necessária para os jovens e futuros adultos do século XXI. Entre nossas ações, estão a adoção do programa Nave à Vela, especialista em levar cultura de inovação para escolas, da plataforma Geekie One, que personaliza ainda mais o aprendizado, e o uso constante de diferentes metodologias ativas.

André também participa do grupo Gurus da Tecnologia, que se reúne semanalmente na Projeto Vida para desenvolver projetos tecnológicos em três áreas: GuruMaker (criação de equipamentos, na cultura “mão na massa”), GuruCode (programação) e GuruComunica (tecnologia aplicada à comunicação).

Ao inserirmos a tecnologia no cotidiano escolar, não apenas como ferramenta a ser consumida, mas também como potencial criador de conhecimento, desenvolvemos em nossos alunos habilidades fundamentais para enfrentarem os desafios do mundo contemporâneo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *