ENSINO | FUNDAMENTAL I
CULTURA DIGITAL

Um dos grandes desafios da Educação do séc. XXI é a integração das tecnologias digitais às práticas pedagógicas. O simples uso de recursos tecnológicos não garantirá uma mudança significativa no processo de aprendizagem. Entendemos que a tecnologia apoia a aprendizagem dos alunos e é um dos recursos importantes para o desenvolvimento de diferentes habilidades. É preciso investir em metodologias ativas que coloquem o aluno no centro do processo. É com esse olhar que investimos na formação dos professores, para que ampliem suas compreensões sobre as tecnologias digitais e metodologias ativas. Para o fortalecimento da Cultura Digital dentro da Projeto Vida, focamos nosso trabalho em três grandes áreas de atuação:

Metodologias ativas orientam todo o trabalho com tecnologia e tornam o aluno muito mais responsável e autônomo durante sua trajetória de aprendizagem. Os recursos tecnológicos contribuem para a ampliação de possibilidades de aprendizagem. Aqui, destacamos o uso de plataformas adaptativas, ferramentas Google (parceria Google Suites for Education), ensino híbrido (abordagem que une tecnologia às práticas pedagógicas), gamificação, além de diversos outros recursos que fomentam produções colaborativas, autoria e o protagonismo do aluno.

Educomunicação promove ações que fortalecem a comunicação em espaços educativos formais e informais, para melhorar a capacidade de expressão e comunicação das crianças e adolescentes. Dentro da perspectiva educativa, o professor incentiva que os alunos criem seus próprios produtos de mídia, desenvolvendo projetos de revistas, jornais, televisão e rádio.

Cultura Maker e o desenvolvimento do pensamento computacional. Entende-se por pensamento computacional uma habilidade de resolução de problemas. A união da cultura maker (mão na massa) e o pensamento computacional tem como foco desenvolver no aluno algumas habilidades essenciais para o cidadão no século XXI - autonomia, criatividade, espírito investigativo, trabalho em equipe. Aprender a aprender para a vida toda. Ser maker é ser criativo, curioso e fascinado por descobertas e novas invenções.